Agentes de segurança terão treinamento contra crimes cibernéticos

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou em segunda discussão, nesta terça-feira (06/04), o projeto de lei 3.348/20, de autoria da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), que obriga o uso do Fundo Estadual de Segurança Pública (FUSPRJ) para custear treinamentos para servidores sobre enfrentamento de crimes cibernéticos. A medida segue para sanção ou veto do governador em exercício, Cláudio Castro.

A proposta complementa a Lei 8.637/19, que criou o fundo. Atualmente, os recursos são usados para custear a manutenção das unidades policiais, a aquisição de equipamentos, o investimento em inteligência e perícia e a capacitação dos profissionais.

“Em 2020, a prática dos crimes em ambientes virtuais teve um salto exponencial. Diante da intensificação da prática dessa modalidade criminosa, torna-se necessário instruir e capacitar agentes de segurança pública para o combate dos crimes cibernéticos”, justificou a autora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *