Todos os posts de jnnabocadopovo

Vídeo: Não sou ladrão e não deixarei que corruptos e ladrões estejam no meu governo, disse Witzel

Após sair na mídia sobre o ex-secretário de saúde do Estado do Rio de Janeiro Edmar Santos ter dito que teria provas do envolvimento do Governador VEJA AQUI!.

Witzel publicou um vídeo em suas redes sociais dizendo sobre as acusações que tem sido feitas sobre seu envolvimento nas fraudes na saúde.

O governador diz no vídeo que não é ladrão e que não aceita ladrões e corruptos em seu governo, o governador também fala de sua carreira como Juiz Federal por 17 anos e que era conhecido como um juiz linha dura.

Witzel também diz que todas essas acusações levianas que tem sido feitas são por pessoas que não querem um juiz governando o Estado do Rio de Janeiro.

“Sou preparado para guerra, seja no campo de batalha ou nos tribunais. Eu governo o RJ com ética e transparência para fazer o melhor pela população fluminense e não compactuo com qualquer desvio de conduta. Continuaremos combatendo a corrupção. Fui um juiz linha dura e isso, Infelizmente, está incomodando muita gente ligada ao crime organizado e às máfias que atuam no estado. Por que será que alguns não querem um ex-juiz governando o Estado?” Publicou Wilson Witzel em sua redes.

Sec. Saúde de Pádua divulga mapa com casos ativos

A secretaria de saúde de Pádua divulgou na manhã dessa quarta-feira 15/07 o mapa contento o total de casos confirmados e outro somente com os casos ativos.

O modelo anterior confundia muitos pois não sabiam a evolução de cada bairro e distrito.

Assim como foi dito ontem pela secretária de Saúde Evaléria Jubim que a partir de hoje os mapas sairiam com essa atualização.

A secretaria de saúde publicou também um informe em sua página no Facebook “Mapa comparativo de casos acumulados e casos ativos no município de Santo Antônio de Pádua, no período de Abril à 14 de julho de 2020.

A partir de hoje, os mapas epidemiológicos irão sair com os dados de casos ativos, ao invés de casos confirmados como tem sido feito, para melhor informá-los.”

O mapa abaixo contém os dados do dia 14/07.

Para evitar contágio, TSE excluirá biometria nas eleições municipais

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu excluir a necessidade de identificação biométrica, por meio de impressão digital, nas eleições municipais deste ano, tendo em vista o risco de contágio por covid-19.

A decisão foi tomada após uma primeira reunião de técnicos do tribunal com os médicos David Uip, do Hospital Sírio Libanês, Marília Santini, da Fundação Fiocruz, e Luís Fernando Aranha Camargo, do Hospital Albert Einstein.

As três instituições firmaram parceria com o TSE para a elaboração de um protocolo de segurança que reduza o risco de contágio durante a votação. Segundo o tribunal, a consultoria sanitária é prestada sem custos.

Clique na imagem

Dois fatores pesaram para excluir a biometria. Primeiro, o leitor de impressões digitais não pode ser higienizado com frequência, como a cada utilização. Também pesou o fato de que a identificação biométrica tende a causar filas maiores, favorecendo aglomerações, já que o processo é mais demorado do que a simples coleta de assinatura.

Recesso judiciário

A exclusão da biometria será incluída em resoluções para as eleições deste ano que devem ser apreciadas pelo plenário do TSE a partir de agosto, após a volta do recesso judiciário.

A Justiça Eleitoral iniciou o cadastramento biométrico em 2008, e já colheu as impressões digitais de 119.717.190 eleitores, que estariam aptos a votar pelo novo sistema. O TSE planeja cadastrar todos o eleitorado de mais de 150,5 milhões de pessoas até 2022.

O cadastramento biométrico é obrigatório. O eleitor que não comparecer ao cartório eleitoral para a revisão cadastral pode ter o título cancelado e ficará inapto a votar, caso perca o prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para cada município. 

Neste ano, porém, devido à pandemia, o TSE suspendeu o cancelamento de 2,5 milhões de documentos.

Ainda em virtude da pandemia, o Congresso Nacional promulgou há duas semanas uma emenda à Constituição que adiou o primeiro turno das eleições municipais de 4 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno foi alterado de 25 de outubro para 29 de novembro.

SFI registrou mais curados que casos confirmados nas últimas 24h

Foi publicado na manhã dessa quarta-feira 15/07 a atualização do boletim epidemiológico do Novo Coronavírus em São Francisco de Itabapoana, contendo registro se 10 novos casos confirmados e 18 novos curados.

O município possui um total de 311 casos confirmados, 136 estão em investigação, 272 descartados, são 283 curados e 18 óbitos confirmados.

Clique na imagem

De acordo com os dados sendo 311 casos confirmados, 283 curados e 18 óbitos confirmados o município possui 10 casos ativos.

Ex-secretário de Saúde Edmar Santos acerta delação e promete provas contra Witzel

O ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos acertou uma delação que envolve o governador Wilson Witzel em casos de corrupção na Saúde.

O acordo foi feito com a Procuradoria-Geral da República (PGR) mas ainda não foi homologado.

Santos prometeu entregar um conjunto de provas que revelariam a participação do governador Wilson Witzel no esquema que mandou para a cadeia a cúpula da Saúde no estado, incluindo o ex-secretário.

Pelas redes sociais, o governador disse que o compromisso dele com a população do Rio de Janeiro é de governar com ética e transparência e que jamais se desviou do caminho da lei e que ninguém pode ser acusado sem provas.

Edmar Santos foi preso na sexta-feira (10). Fontes do Ministério Público do RJ afirmaram que operação foi antecipada porque o MP foi informado que Santos iria esconder R$ 8,5 milhões em espécie – o dinheiro foi apreendido, mas o MP só falou sobre o caso depois que as imagens vazaram nas redes sociais, sem revelar a quem o dinheiro realmente pertencia.

De acordo com Ministério Público, o aviso da existência do dinheiro foi dado por uma outra pessoa ligada ao esquema revelaram que essa mesma pessoa estaria negociando um acordo de delação com o órgão.

Com informações: G1