Estado receberá investimentos de R$ 2,5 bilhões em tancagem de petróleo

A Açu Petróleo, joint venture entre a Prumo Logística e a alemã Oiltanking, pretende iniciar ainda neste ano a construção, no Porto do Açu, Norte Fluminense, do primeiro parque privado de tancagem de petróleo do Brasil. Com investimento privado estimado em R$ 2,5 bilhões, o empreendimento irá gerar 2 mil empregos, diretos e indiretos, durante a fase de construção. A previsão é que a obra seja concluída e entre em operação no final de 2023.

Além de ampliar a capacidade de exportação do Rio de Janeiro, o terminal estará conectado à malha dutoviária do Sudeste, oferecendo alternativas de abastecimento para as refinarias localizadas no Estado e em seu entorno.

– Esse é um projeto estratégico e estruturante para o Rio de Janeiro e para o Brasil. Além de consolidar a Região do Norte Fluminense e o Estado do Rio de Janeiro na cadeia produtiva e logística do petróleo, o empreendimento irá gerar riqueza e valor para a região, pois há o compromisso da empresa de priorizar a mão de obra local – explica o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares.

O secretário lembra que a Petrobras bateu, no ano passado, recordes de exportação de petróleo, e as projeções indicam que o volume de exportação de óleo do Brasil deverá triplicar nos próximos dez anos.

– A tancagem é uma alternativa para elevação dos estoques do petróleo, que é o principal produto de exportação do Estado. O projeto no Açu irá beneficiar o Rio. Com a alternativa de armazenagem, o resultado da balança comercial do Rio deve apresentar melhores resultados no futuro, com o crescimento da exportação de petróleo – avalia Soares.

Maior complexo porto-indústria do país, o Porto do Açu, hoje, já é responsável por 25% das exportações nacionais de petróleo, atendendo à Petrobras e a todas as petroleiras com operação no Brasil. No ano passado, o Terminal de Petróleo foi reconhecido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários  (Antac) como o terminal de maior crescimento em 2020, com salto de 53% em relação ao ano de 2019.

Parque de tancagem e conexão por dutos

O projeto contempla a implantação, no Porto do Açu, de um parque de tancagem com capacidade para 5,7 milhões de barris, com potencial de expansão para 11 milhões de barris. Inclui ainda a implantação de dois oleodutos que conectarão o parque de tancagem à malha de dutos já existente na região Sudeste.

– O projeto oferece uma alternativa de armazenagem de petróleo e de conexão do Terminal à malha dutoviária da região Sudeste, possibilitando a exportação ou a comercialização da produção no mercado interno. Além de ampliar as alternativas de escoamento da produção de petróleo das plataformas de produção, possibilitando a redução de custos logísticos para as operadoras,  na medida em que possibilita, uma otimização da frota dos navios-tanque – explica o CEO da Açu Petróleo, Victor Bomfim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *