Jararaca é resgatada em quintal de residencia em Miracema

Já é bem comum o aparecimento de animais silvestres em Miracema Rj, animais como cobras, ouriço, lobo-guará, entre outros já foram vistos e resgatados em Miracema.

Nesse domingo 16/02 uma jararaca apareceu em um quintal na  Vila Teixeira no Bairro Rodagem, a jararaca é uma cobra peçonhenta.

 No Brasil, as mordidas de jararaca respondem por cerca de 90% do total de acidentes com humanos envolvendo serpentes. O veneno da jararaca pode provocar lesões no local da mordida, tais como hemorragia e necrose que podem levar, em casos mais graves, a amputações dos membros afetados.

A Defesa Civil de Miracema fez o resgate do animal e encaminhou para área de proteção, caso veja qualquer tipo de animal não o mate é crime, ligue para a Defesa Civil 199.

O que não fazer em caso de acidentes

  1. Não amarrar o membro ferido, pois pode complicar a circulação do sangue, causando necrose.
  2. Não cortar o local da picada, o corte pode aumentar o risco de infecção no local, além de poder causar hemorragia.
  3. Não chupar o local da picada, após a inoculação é impossível retirar o veneno.
  4. Não colocar pó de café, ervas ou querosene no ferimento, isso pode provocar infecção no local.
  5. Não dar álcool e outras bebidas do gênero ao acidentado, isso pode causar intoxicação. 

O que fazer em caso de picadas por Cobra Venenosa:

 Lavar o local da picada apenas com água, sabão ou soro fisiológico.

– Manter o paciente deitado e o mais calmo possível, porque agitado o sangue se espalha mais rápido e o veneno também.

– Manter o paciente hidratado, dando pequenos goles de água a ele.

– Procurar o serviço médico o mais rápido possível, como sempre frisamos somente médicos podem prescrever um medicamento a uma vitima de qualquer acidente.

– Se possível, levar o animal para identificação . Se não for possível filme ou fotografe. A identificação do animal, por uma pessoa capacitada faz com que o soro correto seja aplicado já que cada cobra precisa de um soro diferente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *