Jovem atleta paduana precisa de ajuda para participar da Seletiva Olímpica-Mundial Júnior

Eduarda Graminho F. B. Barros, mais conhecida como Duda Barros está hoje no quadro de atletas da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CDBA) e apesar de ter 14 anos de idade possui uma carreira de grandes conquistas.

Duda Barros iniciou os treinos bem cedo aos 06 anos, de acordo com a jovem atleta seu grande sonho e objetivo de vida é participar das Olimpíadas e ser uma atleta que leve o nome do nosso Brasil a ser reconhecido em todo mundo.

No dia no dia 07/03/2021 acontece a SELETIVA OLIMPICA-MUNDIAL JÚNIOR – SUL-AMERICANO ABSOLUTO MARATONAS AQUÁTICAS na PRAIA SÃO TOMÉ DE PARIPE/BA  e a COPA BRASIL, e a jovem atleta Duda Barros precisa de apoio para participar dessas competições, uma VAKINHA online foi criada para apoiar a atleta paduana.

Duda Barros contou um pouco de sua carreira de grandes vitórias para a nossa equipe.

¨Bom tudo começou em 28 de março de 2015, quando eu que já estava nadando na equipe J BARROS, em que meu pai Rodrigo Barros (que além de ser professor de Educação Física, é também atleta e treinador), me viu capacitada (porque assim Deus permitiu) para estar participando das competições que acontecem no circuito da FARJ SERRANA e, assim eu conquistei com muita luta e dedicação posição significativa, conquistando a minha primeira medalha de bronze no estilo CRAWL – 50 m e chegando ao meu primeiro pódio . Deste ano em diante foram várias as competições no Circuito Serrano e, não parei mais, chegando a conquistar o primeiro lugar no Ranking do Circuito no ano de 2019.

Além de minhas participações em piscina no Circuito Serrano, também participei do maior Festival de Natação da região, o Festival de Natação Jbarros, e neste sempre consegui bons resultados e medalhas. Também marquei presença nos Jogos Estudantis do Sesc 2019 (JES’19), edição Norte e Noroeste Fluminense – evento que tem apoio da InterTV RJ, categoria 11-14 anos, disputando várias provas da modalidade Natação: 50 m livre, 50 m borboleta, 50 m costas, 50 m peito. Sendo que disputei a etapa final em Campos dos Goytacazes. Conquistei várias medalhas: 3 medalhas de ouro (50 m livre, 50 m costas e 50 m borboleta) e 1 medalha de prata (50 m peito)

Também ao longo de minha trajetória enquanto nadadora tive o prazer de participar da Travessia João Moreno no Espírito Santo, que é uma travessia aquática e que tem como objetivo incentivar, não só a prática esportiva, a busca pela saúde e o bem-estar, mas ir além: usar o esporte para promover a inclusão social e a educação ambiental. Nesta travessia em 2017, quando eu tinha 11 anos, participei da prova de 5 km, sendo depois premiada com um troféu da atleta mais nova a completar o percurso.

E, ainda somado a todas essas minhas participações não poderia deixar de mencionar o Circuito Rei e Rainha do Mar, o maior Festival de Esportes de praia do Brasil. Sendo que o Circuito Rei e Rainha do Mar é uma prova que já tem mais de 10 anos sendo a mais conhecida do Brasil, tanto que já é tradição no calendário das maratonas de águas abertas. Eu, com apenas 14 anos participei da Travessia Super Challenge 10 km, do Rei e Rainha do Mar/Búzios, com um percurso da Praia do Canto à Praia Rasa (Marina/Hotel Aretê) no qual estiveram presentes cinquenta e dois atletas de natação em águas abertas de diferentes cidades e idades. Esta prova, foi disputada junto aos maiores nomes da Natação, como a dupla olímpica Ana Marcela e Allan do Carmo e a bicampeã brasileira Vitoria Farabulini.  Eu tive um excelente tempo de cumprimento da prova, alcançando a 13 ª posição no ranking geral e 2ª colocada na sua categoria, lembrando que eu era a mais nova da Competição (14 anos) e nadei junto à Elite, com nadadores campeões como Allan do Carmo, Ana Marcela, Vitória Farabulini, entre outros.¨

De acordo com Duda, ela ainda não recebe o auxílio como bolsa atleta e por isso fica um pouco inviável participar das provas, uma vez que elas acontecem fora do Estado do Rio de Janeiro, por isso uma Vakinha foi criada para apoiar a atleta, Duda ainda faz um pedido para o apoio de todos para dar visibilidade a campanha e se não puderem colaborar financeiramente que ajudem divulgando para que o vídeo e post cheguem a um número significativo de pessoas e até mesmo autoridades.

Para quem quer ajudar além da vakinha e quer se tornar um patrocinador da atleta podem entrar em contato com Rodrigo Barros, que é pai da atleta pelo telefone (22) 9 8109-7648.

Um comentário em “Jovem atleta paduana precisa de ajuda para participar da Seletiva Olímpica-Mundial Júnior”

  1. Gratidão!!!!!
    Nós só temos a agradecer vcs por estarem possibilitando que Duda conquiste seu maior sonho.
    Muito obrigada a toda equipe do Jornal Na Boca Do Povo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *