Polícia Federal apreende celulares e documentos de candidatas a vereadora de São Fidélis

Agentes da Polícia Federal (PF) de Campos cumpriram três mandados de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (4), em São Fidélis, relativos a investigação sobre possíveis candidaturas femininas fictícias ao cargo de vereadora na eleição municipal. Segundo informação da assessoria da PF, os mandados foram encaminhados pela Justiça Eleitoral de São Fidélis.

Continua após a publicidade.

Durante as buscas, foram apreendidos documentos e aparelhos celulares de três das sete candidatas que não receberam voto nas urnas.

A investigação corre sob segredo de justiça.Na última quarta (3), a promotora eleitoral Adriana Garcia, de São Fidélis, notificou diretórios municipais de partidos políticos solicitando, no prazo de 48 horas, comprovação de que foram realizados atos políticos em campanha para as candidatas a vereador do gênero feminino.

 Segundo Adriana, o procedimento de notificação aos partidos foi iniciado a partir do encaminhamento da lista da apuração dos votos pelo Cartório Eleitoral, em razão da Orientação Normativa PRE-RJ nº 03/20 encaminhada pela Procuradora Regional Eleitoral, e também após representação do PT solicitando investigação.

No último dia 15, oito candidatos a vereador tiveram votação zerada em São Fidélis, entre eles sete mulheres. Três delas são do Republicanos, que elegeu um vereador — homem — para a Câmara. As outras quatro concorreram pelo Cidadania, PCdoB, PRTB e PSB, todos sem vereador eleito. Houve também uma candidatura masculina, pelo PCdoB, sem voto recebido.

Fonte: Folha 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *