Porta-voz da PM do RJ é exonerada do cargo após vídeo defendendo a instituição

A porta-voz da Polícia Militar, a tenente-coronel Gabryela Dantas, foi exonerada após um vídeo em que ela defende a instituição chamando de “mentirosas” as reportagens do jornalista Rafael Soares, de Extra e O Globo. O vídeo foi publicado no Twitter da Secretaria de Polícia Militar. A exoneração se deu a pedido do governador em exercício, Cláudio Castro.

“Com liberdade de imprensa não se brinca”, afirmou o governador em exercício.

Mesmo com a exoneração e o afastamento do cargo de porta-voz, a Tenente-Coronel Gabryela Dantas segue como oficial da Polícia Militar.

Na manhã de terça-feira 08/12, os jornais Extra e O Globo publicaram a matéria “Consumo de munição explodiu no batalhão de PMs investigados pelo homicídio de meninas em Duque de Caxias”.

Em resposta, a Porta-Voz da Secretaria de Polícia Militar, Tenente-Coronel Gabryela Dantas, afirmou que a corporação foi surpreendida “com uma matéria mentirosa”, que, “de forma maldosa, dá a entender que houve aumento de consumo de munição por um batalhão da PM”, que supostamente estaria envolvido na morte das primas Rebeca, de 7 anos, e Emily, de 5 anos, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na última sexta-feira 04/12.

No vídeo a oficial informa que o consumo de munição da unidade não sofreu alterações significativas e representa menos de 10% do consumo publicado pelo jornalista que assina a reportagem.

Em seu Twitter o governador em exercício Cláudio Castro publicou, “Confio no trabalho dos policiais que têm a nobre missão de servir e proteger. Todos os dias somos questionados e muitas vezes vítimas de acusações. Ainda assim, defendo o diálogo com a imprensa. O debate de ideias é importante, mas é preciso preservar e respeitar ambos os lados.

Nós do Jornal na Boca do Povo, repudiamos a atitude do governador em exercício Cláudio Castro pela exoneração da Ten.Cel do seu cargo, defendemos a liberdade de imprensa, defendemos ainda mais a defesa de qualquer cidadão, instituição ou entidade, acreditamos que todos merecem respeito e todos tem o direito a defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *