Quinze mil policiais estarão de prontidão para eleições neste domingo

O Governo do Estado do Rio de Janeiro mobilizou cerca de 15 mil policiais civis e militares para garantir eleições tranquilas nos cinco municípios fluminenses onde haverá segundo turno neste domingo (29/11). O esquema de segurança foi reforçado no Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, Petrópolis e Campos dos Goytacazes. Agentes das Operações Segurança Presente, Lei Seca e da Marcha pela Cidadania e Ordem também atuarão no patrulhamento nas ruas e locais de votação.

Continua a publicidade.

Assim como já ocorrera no primeiro turno, no último dia 15, aeronaves remotamente pilotadas (drones) voltarão a ser empregadas pela Secretaria de Polícia Militar para auxiliar o patrulhamento nas vias públicas e locais de votação na Região Metropolitana.

Elaborado pela Subsecretaria de Gestão Operacional, o planejamento da PM para este segundo turno, com 13,4 mil policiais, prevê o policiamento em 2.025 locais de votação e em vias urbanas e rodovias. A PM atuará também na escolta das urnas eletrônicas e na segurança dos polos eleitorais, onde são guardadas as urnas para a contabilização dos votos.

Os drones, que serão pilotados por especialistas do Grupamento Aeromóvel (GAM) da corporação, vão sobrevoar bairros de cidades da Região Metropolitana, transmitindo imagens em tempo real aos centros de operações instalados no Quartel General da PM, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no GAM e ainda para aparelhos celulares de comandantes de unidades estratégicas.

Já a Secretaria de Estado de Polícia Civil mobilizou cerca de 1,3 mil agentes para atuar neste segundo turno. Unidade de elite da instituição, a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) estará de prontidão para qualquer necessidade de acionamento. Equipes especializadas também vão concentrar atenção em áreas em que há atuação de milicianos.

Mais de 500 agentes das Operações Segurança Presente, Lei Seca e Marcha pela Cidadania e Ordem, entre policiais militares, agentes civis e assistentes sociais, vão atuar no patrulhamento das ruas e próximo a locais de votação. As equipes darão orientações aos eleitores sobre medidas de prevenção ao contágio pela Covid-19, como o uso de máscaras e a manutenção do distanciamento social.

Integração com municípios e forças federais

Toda a operação será monitorada no sábado (28/11), véspera da eleição, e domingo pelo Centro Integrado de Operações Coordenadas, que é formado por equipes de 11 órgãos e instituições estaduais, municipais e federais: Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Administração Penitenciária, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Marinha, Exército, Guarda Municipal, TRE e Ministério Público.  A coordenação será feita a partir do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova.

Foto: BPRv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *