Secretaria de Estado de Saúde distribui 558.990 doses de vacina contra Covid-19, neste fim de semana

Operação aérea e terrestre também vai entregar 68.133 unidades de medicamentos do “kit intubação”

Esperança e alívio em forma de vacinas e medicamentos do “kit intubação”. Mais uma ação da Secretaria de Estado de Saúde (SES) acontece neste fim de semana, atendendo aos 92 municípios do estado. Ao todo, serão distribuídas 558.990 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 480.990 da Oxford/AstraZeneca e 78 mil da Coronavac. Além disso, 68.133 itens de medicamentos que compõem o “kit intubação“ também serão entregues, beneficiando 61 unidades hospitalares de todas as regiões do estado.

A ação começou nesta sexta-feira (23), com a retirada de vacinas na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) pelo município do Rio de Janeiro. Sábado foi a vez de Niterói, Maricá e São Gonçalo. Neste domingo (25), a partir das 7h, seis aeronaves decolaram do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar e do 12º BPM, em Niterói, transportando vacinas e medicamentos a 88 municípios.

– Cada nova remessa de vacinas e medicamentos do “kit intubação” que enviamos aos municípios confirma o compromisso da SES em salvar vidas. O trabalho tem sido ininterrupto e todas as medidas estão sendo tomadas para assistir a população fluminense. Percebemos diariamente os resultados obtidos, como o registro de mais de 2 milhões de pessoas vacinadas, a ampliação do público apto à imunização, a redução no número de internações e casos graves da Covid. Estamos fazendo nossa parte, com legalidade e dedicação, e contamos também que a população respeite as normas restritivas e se proteja – diz o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves.

Para a distribuição das vacinas e medicamentos é empregada uma estrutura logística focada na segurança e na agilidade. Além do deslocamento terrestre, feito por caminhões e vans escoltados pela Polícia Militar, a operação aérea deste domingo vai contar com seis helicópteros, sendo um do Governo do Estado, um da SES, um do Corpo de Bombeiros, um da Polícia Militar e dois da Polícia Civil. Em média, em seis horas os imunizantes têm sido entregues aos municípios fluminenses.

A disponibilização das 68.133 unidades de medicamentos será feita por meio de retirada na CGA e municípios mais distantes receberão por aeronaves. O lote, composto por medicamentos de aquisição da SES e também enviados pelo Ministério da Saúde, tem atracúrio besilato, etomidato, fentanila, morfina, suxametônio, epinefrina, propofol, cistracúrio e midazolam. Esses medicamentos irão complementar os estoques dos hospitais, atendendo um período estimado de até sete dias.

Antecipação de vacinas – Como divulgado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante encontro com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Alberto Chaves, em 08.04, as doses da vacina Oxford/Astrazeneca vêm sendo liberadas antecipadamente ao estado do Rio de Janeiro. Na ocasião, o ministro explicou não ser mais necessário que os lotes da vacina produzida pela Fiocruz passem pelo centro de distribuição do MS, em São Paulo. Com essa medida, o estado do Rio de Janeiro tem recebido as doses da Oxford/Astrazeneca antes dos demais estados.

Sendo assim, deste total de 480.990 vacinas da Oxford/AstraZeneca recebidas nesta sexta (23.04), mil doses são complementares ao lote de imunizantes recebido pela SES na semana passada e já distribuído aos municípios fluminenses no último domingo (18). Esse quantitativo de vacinas faz parte da remessa que o MS enviou aos demais estados na última sexta-feira. As outras 479.990 doses já fazem parte do adiantamento de vacinas do lote que o ministério vai repassar na semana que vem aos demais estados.

Dois milhões de vacinados – O Estado do Rio de Janeiro ultrapassou a marca de 2 milhões de cidadãos fluminenses vacinados contra a Covid-19. Segundo a última atualização do Vacinômetro do estado, no site Vacinação Covid, em 24.04, às 9h, foram aplicadas 2.022.854 vacinas da primeira dose e 643.322 da segunda dose. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) tem trabalhado ininterruptamente ao lado dos municípios na logística e na distribuição dos imunizantes. A vacina é segura e salva vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *