Sem horário de verão, dia no Rio começa a clarear antes das 4h

Associação de Hotéis afirma que cidade vai perder dinheiro. Regime especial foi revogado em todo o país por decreto pelo presidente Jair Bolsonaro. Cariocas se dividem sobre o fim da medida.

Quem acorda cedo já deve ter percebido: o dia no Rio está começando a clarear antes das 4h, algo que não acontecia há quase 35 anos. Mas não se trata de nenhum fenômeno atípico. É uma consequência do cancelamento do horário de verão.

O regime especial foi revogado em abril pelo presidente Jair Bolsonaro , pondo fim a uma sequência que vinha desde novembro de 1985.

Se seguisse o que foi adotado nos últimos anos, a edição 2019/2020 deveria ter começado no último fim de semana – tanto que choveram relatos nas redes sociais de que celulares adiantaram uma hora à 0h deste domingo (20). O “bug” já foi corrigido.

Como o Rio de Janeiro – assim como as regiões Sudeste e Sul e parte do Centro-Oeste – não vai ajustar o relógio neste verão, a claridade, naturalmente maior nesta época do ano, vai ser percebida cada vez mais cedo. Vai ter dia em dezembro começando a despontar às 3h33.

Segundo o Planetário da Gavea, tem a ver com o horizonte. Tecnicamente, o dia começa quando, do ponto de vista de quem observa, o sol cruza a linha do horizonte e passa a ser visto – ou “nasce”.

“O sol é muito brilhante. Antes de ele ficar visível, a claridade dele se espalha pela atmosfera”, ressalta Alexandre Cherman, diretor de Astronomia do Planetário do Rio. “A mesma coisa acontece depois do anoitecer”, emenda.

Na astronomia, esses “fiapos de luz” ocorrem no crepúsculo, ou a transição do dia para a noite – e vice-versa.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *