Acusado de estuprar e matar primo de 10 anos é condenado a 24 anos de prisão em Campos

Crime foi em junho de 2019. Fábio Eduardo de Almeida Conceição dos Santos foi à júri popular. Julgamento durou mais de 14 horas.

Acusado de estuprar e matar o próprio primo, uma criança de 10 anos, foi condenado a 24 anos de prisão, nesta segunda-feira (8), por estupro de vulnerável, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O crime aconteceu em junho de 2019, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Fábio Eduardo de Almeida Conceição dos Santos foi à júri popular, no Fórum de Campos.

Fábio Eduardo de Almeida Conceição dos Santos foi condenado a 24 anos de prisão — Foto: Reprodução
Fábio Eduardo de Almeida Conceição dos Santos foi condenado a 24 anos de prisão — Foto: Reprodução

O julgamento começou por volta das 10h, durou mais de 14 horas e foi interrompido por algumas vezes por familiares da vítima e do acusado, que reforçavam o desejo de que Fábio fosse condenado.

Matheus de Almeida dos Santos, na época com 10 anos, morreu após ser encontrado nu, desacordado e com lesões no queixo e tórax em um matagal no bairro Novo Jockey. Relembre o caso abaixo.

A sentença foi proferida pelo juiz Wycliffe de Melo Couto.

A Defensoria Pública, responsável pela defesa de Fábio Eduardo, disse que vai recorrer da decisão, mas o juiz decidiu que o acusado vai permanecer preso durante esse processo.

“Diante da gravidade do crime praticado, homicídio e estupro de uma criança, praticado com requintes de crueldade, como também diante dos antecedentes criminais do acusado, tudo a demonstrar sua periculosidade e o risco real de reiteração criminosa, mantenho a prisão preventiva do réu”, decretou o juiz.

Relembre o caso

Matheus de Almeida dos Santos morreu no dia 16 de junho de 2019 após ser encontrado nu, desacordado e com lesões no queixo e tórax em um matagal no bairro Novo Jockey.

Na época, a Polícia Civil confirmou que o menino havia sido violentado sexualmente. O corpo de Matheus foi enterrado no Cemitério do Caju, sob forte comoção.

Para a Polícia Militar, o primo da vítima chegou a dizer que viu Matheus na garupa de uma moto no mesmo dia cedo e depois ele foi encontrado no mato.

Fábio Eduardo de Almeida Conceição dos Santos, na época com 18 anos, foi preso dois dias depois, às margens da RJ-230, em Bom Jesus do Itabapoana, e confessou os crimes, segundo a polícia.

Investigado por outros crimes

Após ser preso, Fábio também foi investigado por ter abusado sexualmente da irmã de oito anos. Na ocasião, a suspeita veio da própria mãe. “Ele acabou com a vida da família”, disse a mulher.

De acordo com a polícia, Fábio também confessou ter violentado a irmã durante o depoimento.

Em 2017, ele começou a cumprir medida socioeducativa no Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) após ser acusado de matar a tiros e pauladas um taxista na cidade. Segundo a Polícia Civil, Fábio respondia por latrocínio e tráfico de drogas e estava em liberdade assistida.

Ele cumpriu dois anos de detenção e foi transferido para o Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad). Na unidade, tinha autorização para sair nos fins de semana, ainda segundo a polícia. Durante uma das saídas do Criaad, ele sofreu um acidente de moto e, por conta do tratamento, só voltaria para a unidade em julho de 2019.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *